Wesley Safadão sofre pedido de prisão preventiva por plágio

A briga envolvendo o compositor Jonas Alves e o cantor Wesley Safadão ganhou mais um capítulo. Após uma troca de acusações de ambos os lados, o autor, que acusa o forrozeiro de plágio, resolveu uma queixa-crime contra o artista cearense. “Já aconteceu uma audiência de conciliação, mas o Wesley não colocou nenhuma proposta de acordo. Em seguida, ele fez uma contestação e uma defesa fajuta com mentiras”, explicou ao colunista Léo Dias, do site Metrópoles.

Os advogados de Jonas Alves revelaram ao colunista que pediram a prisão preventiva de Wesley Safadão por, segundo eles, o cantor ser reincidente no caso de plágio. A defesa do compositor ainda disse que mais um caso de plágio está sendo analisado contra o artista. “Safadão gravou uma música sem nenhuma autorização, eu acho que ele devia ter vergonha na cara”, disse Jonas. A equipe do cantor cearense não quis se manifestar.

A música que está em “disputa” é Vaqueirinha Maltrata, que fez parte do álbum de Safadão intitulado “Diferente não, Estranho“. O trabalho foi lançado em 2018 e, após a ausência de uma conciliação entre as partes, Jonas Alves resolveu processar o cantor por danos morais e materiais, além de registrar um Boletim de Ocorrência (B.O) por crime contra a propriedade imaterial.

Publicidade
Publicidade
Publicidade