Wesley Safadão revela que pensou em abandonar a carreira de cantor

Wesley Safadão revelou em entrevista ao colunista Léo Dias que chegou a pensar em abandonar a carreira de cantor. Os questionamentos surgiram após a morte de Gabriel Diniz, considerado melhores amigos na música e na vida pessoal do artista.

“Depois que a morte ocorreu, reuni minha mãe, meu primo e meu tio. Botei os pés na mesa e disse: ‘Não estou feliz. Vou parar de cantar’. Não queria mais sair de casa e começaram a me dar férias, algo que eu não estava acostumado, e reduziram os meus shows”, relatou Wesley.

Além da redução no número de shows, Safadão mudou o comportamento pouco tempo depois da morte de Gabriel. “Chegavam 10 mensagens, eu só respondia uma. Nunca fui assim. Mas pensava: ‘O povo não vai parar, mas eu vou’. Não queria estar no olho do furacão. Estar entre os cinco melhores do Brasil não é fácil. Não queria lançar músicas e fazer nada. Preferia ficar em casa”, continuou.

Os projetos que saíram também foram deixados de lado pelo cantor. “Lançava uma música e, se desse certo, relaxava por uns dois ou três meses. Não era assim. Quando chegou a pandemia, chamei todos de novo e disse que gostaria de voltar a trabalhar”, finalizou.

Publicidade
Publicidade
Publicidade