Tom Veiga morreu quatro dias antes de assinar divórcio com a mulher

Dois meses antes de falecer, o intérprete do personagem Louro José, Tom Veiga, relatou a um amigo supostas agressões que teria sofrido da então esposa, Cybelle Hermínio Costa. A conversa aconteceu no dia 7 de setembro por meio do WhatsApp. “Nunca apanhei tanto, que situação ridícula”, disse em um determinado momento da conversa.

“Gabriel, tenho uma coisa muito desagradável para te contar. Na sexta, eu levei uma surra da minha mulher. Depois de uma hora apanhando e ela dizendo para eu reagir, que eu era um cuzão, eu consegui sair”, relatou Tom Veiga.

O intérprete do Louro José se mostrou assustado pela situação e afirmou que nunca havia vivido cena parecida. “Ela pegou meu celular, meu iPad, chave de carro, de casa. Loucura, irmão. Só consegui fugir dela porque achei o controle da garagem. Consegui fugir descalço, surreal”, continuou.

A união entre Tom Veiga e Cybelle chegou ao fim em apenas oito meses. Segundo os filhos do artista, a assinatura do divórcio entre o ex-casal iria acontecer no dia 5 de novembro. Porém, quatro dias antes, ele foi encontrado morto.

Confira os prints da conversa:

Os prints foram divulgados pelo site Extra, da Globo.

Publicidade
Publicidade
Publicidade