Equipes de repórteres da CNN Brasil e Record são afastados após entrevista com Bolsonaro

A CNN Brasil e a Record afastaram os repórteres que estiveram na entrevista com o presidente Jair Bolsonaro nesta terça-feira (07). Durante a coletiva, Bolsonaro confirmou que havia testado positivo para a Covid-19.

O presidente esteve de máscara durante a entrevista, no entanto, ficou a menos de 1 metro de distância dos jornalistas.

“Os colaboradores da Record que tiveram algum tipo de contato com pessoas que testaram positivo para Covid-19 ficam afastadas e em observação por 7 dias e fazem o exame ao final do período. O retorno só acontece quando o exame tem resultado negativo”, afirmou a Record em comunicado.

A CNN Brasil também realizou o mesmo procedimento e afastou o repórter e o cinegrafista que estavam no local.

Publicidade
Publicidade
Publicidade